Colégio Paraná - Educando com amor

MENSAGEM


Dia da Infância: Cinco dicas para ajudar os pais no desenvolvimento das crianças

24-08-2022
Todo 24 de agosto, é comemorado o Dia da Infância, data criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). A data busca conscientizar sobre a importância da infância. Estudos pedagógicos referentes à educação consideram o conceito de infância como uma construção influenciada pelos aspectos sociais, econômicos e culturais. Diante disso, ao citarmos a infância, consideramos coerente falarmos em infância(s), no sentido plural demonstrando a relação com o contexto em que a criança está inserida. Afinal, o que as crianças aprendem faz a diferença e serão válidos por toda a vida. Seu propósito é propor uma reflexão sobre as condições de vida das crianças pelo mundo, a fim de superar quaisquer dificuldades e injustiças que venham acontecer. No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), garante que essa população deve ter seus direitos assegurados e as oportunidades necessárias para seu pleno desenvolvimento. Separamos cinco dicas para ajudar no desenvolvimento dos pequenos: 1.Reconhecer a criança Como um ser capaz que difere uma da outra, é ativa e constrói seus conhecimentos. A criança desde muito pequena é capaz de produzir suas ideias, culturas e significados sobre si, o outro e o mundo. 2.Conteúdos adequados Esteja atento a quais conteúdos o filho consome quando está em frente às telas. Certifique-se de que são educativos e adequados para sua idade e, sempre que puder, assista junto para que vocês possam conversar sobre. 3. Atividades diversificadas Estimule que a criança se ocupe com atividades diversificadas. Estabeleça um limite de horas para o uso de equipamentos eletrônicos e sugira brincadeiras, jogos e atividades manuais e criativas. 4.Diálogo e interesse Pais e familiares precisam sempre estar atentos e dialogar com os filhos, se interessando pelo universo das crianças. O cuidado e o respeito são fundamentais na relação com a criança. Ao perceber o interesse da família em suas questões, ela sente-se amada, respeitada, acolhida e protegida. 5.Cada coisa na sua hora Tenha cuidado para não sobrecarregá-los com assuntos ou tarefas complexas demais para sua idade e tamanho. Ao distribuir atividades em casa, peça que seu filho ajude com pequenas tarefas e evite conversar com ele sobre “assuntos de adulto”.